IMG_4671.JPG

É tetraaaaaaaaa

Vocês devem se perguntar: O que houve com a mulher que corre com os lobos? Não escreve mais nada, será que a inspiração acabou? Pode ser aquela coisa de poeta escritor, né, que passa períodos sem escrever uma frase que faça sentido.

Nananinanão 

Passei esse longo verão me molhando e me jogando para dormir às 8 da noite e acordando às 5 da manhã em nome de uma paixão de adolescência. 

“Então você desencalhou?”

(Gargalhadas de bruxa)

Nada, menina! Tô mais lisa que cabelo escorrido com chapinha!

Tenho remado e remado muito. Tipo pra compensar os 9 meses de Bento na barriga. Tipo pra compensar os dois anos que fiquei parada e nem assistia regatas para não ficar triste. Atualmente, o tempo que me resta fica para o Bento, meus pacientes e minha cama. 

Muita coisa se passou pela minha cabeça nesse período. Muito texto perdido na caixola, mas eu precisava focar.

Desde dezembro de 2014 venho fazendo testes para seleção e participei de dois campings antes da regata classificatória para integrar a Seleção Brasileira de Remo 2015. Remo há bastante tempo, mas só agora – depois de velha e mãe kkkkkkkkkk- estou tendo essa experiência de seleção. Freud deve entender por que. Pode ser coisa do retorno de Saturno, que bota a gente no eixo.

Foram alguns sábados chorando de cansaço e ainda tendo que brincar na gangorra da pracinha – Ah como essa porra arde as pernas! Mas valeu. Dei o primeiro passo em direção ao meu sonho. E ainda faltam muuuuitos passos! No entanto, fazer o que se ama diariamente, mesmo com tanto esforço, transforma suor em prazer.

fotos da seletiva

Ainda que sozinha no barco, eu não estava sozinha nessa parada! Teve muita gente suando comigo e por isso, quero agradecer:

1) Ao Bento, meu filho, que me deu um start na vida, que facilita e dificulta ela na medida que tem que ser. Que me dá algumas dormidas de sábado à tarde como salvação pra alma e se levanta diariamente às 6 da manhã comigo.

 

É. Ele está enorme.


2) Aos meus pais, que se revezam nos cuidados com o neto (com direito a Peppa Pig e outras regalias) para permitir os meus treinos – de segunda a domingo. Isso pra mim é uma demonstração de amor sem igual. Do tipo que me emociona. Levei tempo para aceitar que somos uma família e que somos todos responsáveis por todos. 

3) À Manoela Penna, super profissional e atleta de remo – que não tem tempo ruim – por me emprestar o seu barco com o nome da sua linda avó, Judite, para eu treinar. Obrigada também pelos incentivos e por compartilhar treinos e essa paixão em comum.

 

eu e Judite

 

4) À Ana Lúcia Pires que em 2013 me emprestou com a maior generosidade o seu barquinho “Estrela Solitária” para eu treinar. 

5) À Joanna Jourdan, minha eterna “parceira” de remo e agora minha comadre, que além de me incentivar, trouxe um par de remos dos EUA para mim. Me xingando, mas trouxe kkkkkkkkkkkkkk Para quem não sabe, um par de remos tem quase 3 metros de comprimento. Imaginem isso num aeroporto? Fora que a Joanna trouxe um monte de muambas né, Jhou? Kkkkkkkk Lov u

6) À Mariza, Hugo e Michelle Ibeas quem me levaram pra remar e são os grandes responsáveis pelo meu vício! Sem eles eu ainda seria uma gordinha comendo fandangos assistindo sessão da tarde.

7) Ao treinador Alcides Risco Batista que me treinou o ano de 2014 todo e que me ensinou muito além de remo. Me ensinou humildade, perseverança e muito, mas muito amor pelo esporte. O Alcides foi treinador da Seleção cubana por 20 anos e foi responsável pela formação de vários atletas importantes do seu país. Uma frase dele que nunca sairá da minha cabeça: Treinamento não mata, só cansa. Muito Obrigada, mesmo! Vou lembrar sempre disso.

8) Ao treinador Marcos Amorim, o “Marcão”, que me acolheu no Flamengo – sim, mudei de clube. Espero que possamos fazer um excelente trabalho em 2015!

9) Ao treinador da seleção brasileira, Julio Soares, que vem treinando o grupo feminino peso leve nesses últimos meses e que, na base do seu sadismo (rs) e da sua alta exigência, vem me fazendo crescer um monte como atleta! Obrigada pela oportunidade, pelos treinos, pelos incentivos e principalmente pelos esporros!

10) Às minhas parceiras de treino, Sophia Valente, Caroline Corado, Cássia Brito, Beatriz Tavares, Fabiana Beltrame. Obrigada por competirem, disputarem, cumprirem o treino e dividirem as risadas. Ver pessoas comprometidas como vocês faz toda diferença no dia a dia.

 

treino da seleção nas Paineiras

 

treino da seleção na Mesa do Imperador

11) À minha nutricionista e amiga, Mariana Belém, sempre mantendo lá em cima minha dieta e me ajudando a chegar aos meus objetivos.

12) Ao François Prunet, osteopata de primeira que me atende desde que o Bento nasceu e já me tirou de algumas lesões importantes. Um cara que confio e que sempre está junto.

13) À SNC Ipanema que tem me apoiado com suplementos de primeira qualidade – só no arroz com feijão não dá, né, galera? Agradecer em especial à Tamara Borges, que me reconheceu – por conta do blog – num dia que fui à sua loja comprar suplementos. Através desse contato, surgiu nossa parceria. Obrigada pelo apoio!

 

SNC ipanema

 

14) À Christiane Aguiar, a Tita, minha terapeuta que me fortalece nos momentos mais difíceis da minha vida e tem feito A DIFERENÇA no meu caminho.

15) Por fim, agradecer aos meus leitores pela longa espera. Pretendo recuperar minha assiduidade :)

14