bentodentes

Pedagogia raiz

Ando acertando muito na minha didática pra ensinar as coisas ao Bento.

Hoje, comecei mostrando uma barata cascuda morta pelo meu gato. Fiz leves ameaças de aproximar a barata dele que, por sua vez, respondeu com cara de nojo e gritinhos. À essa altura, ele já sabe o quanto esse ser é desprezível e não entendemos porque Deus criou.

Agora, deitado na cama comendo restos de um bolo de rolo de doce de leite, o avisei que em seguida escovaríamos os dentes. Ele se recusou. Expliquei que daria bichinho nos dentes e eles cairiam e ele só poderia comer sopa. Muitos dirão que isso é terrorismo, mas não ouviram o que ainda está por vir.

Sem sucesso, parti pra uma estratégia mais ofensiva que o fez pular da cama, chorar pela escova e rezar pela pasta de dente como nunca.
“Baratas gostam de açúcar, sabia? Imagina uma delas na sua boca.”

FIM

(Não tente fazer isso na sua casa. Estas cenas foram produzidas por profissionais altamente qualificados)

0