Eu

Me diga quem é mais cara de pau do que eu!

429329_10150736418527292_883698655_n

Olá, meu nome é Fernanda Nunes, tenho 20 e muitos
anos e penso demais.
Sou fisioterapeuta, astróloga,
acupunturista, remadora e escritora. Sou o que eu quiser ser.

Quando eu era criança queria ser desenhista, depois
dentista, depois escritora, depois psicóloga, depois desenhista de novo, depois
jornalista, depois fisioterapeuta e depois tatuadora (isso durou pouco, foi
quando me formei e ia todo dia para praia porque não tinha trabalho).

Desde nova já exibia meu
lado empreendedor. Me vestia de mendiga e ia pro sinal pedir esmola, vendia vaso
de planta de garrafa pet (eram horríveis, mas teimosa como sou, enchia o saco do
cliente até ele querer me ver pelas costas), roupinhas de bonecas, colares de
miçanga, brownie, enfeite de festa… Enfeite de festa?! Sim, eu era tão cara de
pau que levava os enfeites de festa de 15 anos (eu acreditava que valiam
dinheiro) e os vendia no colégio de classe média alta que estudava. O pior é que
as meninas compravam! Aquele bando de enfeites rosa com velas purpurinadas bem
cafonas.image

Festinha de adultos em casa? Prato cheio! Ficava
desenhando o corpo humano com as veias e artérias coloridas e dava de presente
às pessoas. Em seguida, circulava com uma caixa de sapato com uma fenda no meio
para colocarem moeda e dinheiro. Meu Deus! Eu era um monstro!

Aos 11 anos comecei meu primeiro caderninho de poesias. Pensava
em qualquer treco e começava a escrever. O primeiro caderninho sumiu, mas depois
dele vieram muitos. Acho que a palavra sempre foi minha terapeuta.

Sou uma pessoa apaixonada e procuro ser fiel às minhas paixões.
Assim como às minhas idéias.

Sou aquariana com ascendente em
touro e lua em peixes. Uma doida teimosa chorona. Uma amiga fiel dedicada. Uma
rebelde com causas humanitárias.

Uma autista consciente.

18