Mar Adentro (Elisa Lucinda)

Em homenagem a uma pessoa muito especial. Ás vezes, a gente quer que o mundo pare pra gente, mas a gente é que tem que parar pro mundo. Pelo menos por um tempo.

Mar Adentro

É preciso chorar.
As lágrimas são a chuva da gente,
nuvens do nosso tempo íntimo precisam desabar.
É preciso chorar,
Lágrimas são os rios do ser,
as cachoeiras da gente,
mudam nosso tempo simples,
atualizam o nosso mar.
É preciso chorar,
é preciso à natureza copiar,
é preciso aliviar e molhar a seca do coração.

Se não chover vira sertão,
morre homem,
morre gado,
morre plantação.

1

Comentários

  1. Eu disse:

     No mundo machista que vivemos, o choro de um homem é sofrido.
     Sofrido ao ponto que chorar só é possível ao lado de alguem muito especial.
     Alguém que provavelmente não seja um amigo de todos os dias ou um companheiro de trabalho.
     Esta pessoa pode ser somente um confidente, um irmão, um familiar ou melhor, alguem com sensibilidade ou experiências semelhantes que compreendam profundamente o outro.
    Obrigado.