Censurado pra você ler

Acabei com a sua censura
Afinal estamos no século XXI e sou do signo de aquário
Estou livre do jeito que gosto e com a independência que sempre quis
Tirei minha saia mais curta do armário

Falo meus palavrões e pouco me importo cm quem escuta
Não sinto mais seu olhar de repressão
Sinto alívio

É como se nunca tivesse passado por aqui,
Desestabilizando minha vida
Querendo ditar regras
Querendo minha obediência
Querendo me culpar por sua tristeza e insatisfação

Chega dessa sua censura hipócrita!
A verdade que dói é que estou mais feliz sem você
Porque minha alma pode se expressar sem preocupação
Minhas amigas chegar sem autorização
Meu cachorro chorar sem aporrinhação
E minhas pernas se mostrar sem desaprovação.

Pode deixar que não te mostrarei esse texto
Prefiro não imaginar sua indignação, talvez frustração
Você tinha razão…
Eu não queria e nem te quero mais
Não há ressentimentos além dos que já conheço em meu coração
Só tenho liberdade pra te dar

Ficarei ressentida sim, se gastar mais alguns segundos da minha juventude respeitando esse seu moralismo babaca
De que mulher não fala palavrão
Não rebola até o chão
Serve e toma conta da casa
Ah, não! Não fui criada pra isso não!
Fiz meus estudos, tenho formação
Pós graduação e vários de extensão
Nenhum deles dizia essa besteirada que você diz

Se pensar em me procurar de novo
Esqueça imediatamente
Não quero te assustar com a pessoa que habita em mim agora
Pois corre risco dela nem saber quem você é

Chega da sua CENSURA!
(2009)

1