Wolwerine, meu amor, volta!

Há 48 horas meu gato, o Wolwerine, sumiu. A princípio estava tranquila: gatos saem mas voltam. Procurei em armários, bolsas, buracos, casa de vizinhos e nada. Pensei que fosse birra. Viajei dois dias e há mais de uma semana andava o evitando, pois temia a toxoplasmose, doença que o gato transmite e pode dar problemas com o bebê. Agora, com 48 horas de sumiço, tô é bem triste… Ares, seu irmão que, em geral, é mais arisco e menos grudento, está por aqui super carente dormindo agarrado com as cachorras, miando aleatoriamente. E você, Wolwerine, que insistia em passar esse rabo sedoso na minha cara enquanto eu lia meus livros, onde está você? Você, seu falso, que dormia na minha barriga ronronando baixo? Cadê você, filho? Nem chegou na adolescência e já está dando uma de rebelde? Não me ama mais? Enjoou da minha comida? Brigou com seus irmãos? Filho, faz isso com a mãe não… Tô aqui doida especulando o que fizeram com você. Tô com medo de cê chegar machucado. Tô com medo de cê tá sendo maltratado…
Filho… Volta pra casa… Sua família -eu, Shell, Pucca e Ares- está te esperando! Volta!

1

Comentários

  1. hummmm, o seu gato voltou? tb fiquei triste…