20130812-171827.jpg

1 ano

E do peso de um dia dos pais sem pai nenhum – nem o meu, nem o do Bento- amanhecemos em comemoração.

Faz um ano que Bento saiu da minha barriga para ganhar o mundo. Na verdade, foi a mim que ele ganhou primeiro. Me ajoelho diante de toda a sua grandeza.

Há 1 ano, eu me encaminhava pro hospital querendo ser acompanhada por alguém íntimo, familiar. Mal sabia que a pessoa mais próxima de mim estava pra nascer. Bento é meu mais íntimo. Me sinto segura e forte por tê-lo em minha vida.

Entre uma contração me perguntava: ” Que horas vamos nos conhecer?”

O sentimento de “sem família” empoeirou-se ao vê-lo.

Dia dos pais. Bento nasceu no dia dos pais para que não notássemos o que fazia falta.

Cerimônia de Encerramento das Olimpíadas. Meu maior desejo passava na TV para Bento estar em meu colo como premiação.

Pode parecer simples, mas muitas batalhas foram ganhas até aqui. Bento tem gosto de vitória. E só eu posso dizer, enquanto borboleta, quantas vezes tive que deixar de ser lagarta.

Não tenho muito a dizer. Já disse tanta coisa ao longo desse ano que passou… Não quero ser repetitiva.

Só sei que minha vida deu um 360o pra receber esse grande ser iluminado.

Bento, um dia você vai ler isso. Obrigada por ter me escolhido. Obrigada por ser o motivo desse sentimento no peito que transborda em mim. Obrigada por me abastecer com seus olhares, seus sorrisos, seu cheiro. Obrigada por ser minha cria. Obrigada por me deixar te chamar de filho. Obrigada por me ensinar o que é amor incondicional.

Nunca mais serei mais uma, pois você está comigo.

Parabéns pelo nosso primeiro ano, filho.

Te amo <3

Beijos,

Fernanda

 

20