Todos os posts em Coisas de mãe

A Chegada da Pucca

Meu nome é Fernanda e sempre amei os bichos. Desde que me entendo por gente. Sempre sonhei em ter um, mas não tive na infância. Vivi esse amor através dos bichos da minha avó que morava na zona norte do Rio. Sofri a perda deles, mas não como agora. Continue lendo.

A Saga da Sementinha – capítulo 3

Estávamos na cozinha. Eu, na beira do fogão, administrando alguma gororoba. Bento, de pé, na porta da cozinha, olha para o infinito. Seus neurônios divagavam. Seus botões formulavam uma nova pergunta pra mim. Continue lendo.

Invisibilidade

Eu tinha 26 anos quando engravidei. Passei 9 meses solitários por um lado, mas por outro, cercada de amigos. Jamais poderia imaginar a mudança que viria a acontecer – entre várias outras. Continue lendo.

Por nós

Fazem 5 anos e eu ainda não sei exatamente como ficar sem você.

Me pego contraindo o coração toda vez que vejo um bebê – e lembro de você bebê. Continue lendo.

Pedagogia raiz

Ando acertando muito na minha didática pra ensinar as coisas ao Bento. Continue lendo.

Das Mães

Senti o chamado para ser tua mãe e feito leoa, te acolhi em meu ventre, te nutri com meu sangue e meu leite, te protegi com minhas garras.

Te amei. Continue lendo.

O Monstro da privada

Sou mal acostumada. Porque és meu quase todo tempo. Com o peso que isso tem. Com a intensidade que isso tem. Com o amor que isso contém.  Continue lendo.

My Chinelow

Meu tataravô era doido e autodidata. Dizem meus tios que ele falava mais de 5 línguas e que tinha aprendido lendo dicionários. Continue lendo.

Minha casa, sua casa

Treinos, viagens, cansaços, saudades, novidades.

Ah. Bento. Continue lendo.

O Menino que Gostava de Troféu

13/03/2016

Hoje, contei ao Bento a história do Luizinho. Um menino que tinha um pai e uma mãe que gostavam troféus.  Continue lendo.

Feliz Dia dos que podem ser Crianças

Minha avó dizia que ser baixinha era uma vantagem porque dava pra se esconder em qualquer lugar. Como se aquela brincadeira de pique esconde, fosse durar uma eternidade. Continue lendo.

Um Domingo Qualquer

Domingo, 24 de Maio

Levamos nossa cachorra e nosso gato pra passear. Isso mesmo. Tenho um gato que passeia. Ele andava chateado porque saímos de uma vila na qual ele super passeava e roubava ração alheia e, agora, estamos num quarto e sala minúsculo sem camundongos e baratas tiranossáuricas. Continue lendo.

Tudo menos o meu Whey

Ser mãe e ser atleta.
Chego em casa e minha mãe diz “Fernanda, você não sabe o que o Bento fez!” Continue lendo.

É tetraaaaaaaaa

Vocês devem se perguntar: O que houve com a mulher que corre com os lobos? Não escreve mais nada, será que a inspiração acabou? Pode ser aquela coisa de poeta escritor, né, que passa períodos sem escrever uma frase que faça sentido.

Continue lendo.

Rio 50 graus

Num grupo de mães… Continue lendo.