222126_10151243485882292_1102059802_n

Bento origens

Eu sempre digo, minha vida, meu destino, meu coração não seriam os mesmos sem minhas avós. Elas que, após meu nascimento, se revezavam aos meus cuidados. Tempo bom… que eu não lembro, mas lembro. Tudo registrado na minha alma. Uma avó já partiu e a outra está tendo a oportunidade de ser bisa, lá com suas dificuldades da idade, porém com a mesma alegria e amor de sempre. Bento tem uma avó materna amorosa (e escandalosa) que o ama de paixão e vice-versa. É bom ver nosso filho sendo amado, quem gostaria de ver o contrário? Deve até doer! É, filho faz com que as coisas doam mais facilmente e com maior intensidade do que antes. Atingiu ele? Antige 5877 vezes mais em mim. Bento tem mãe, tias, avós e bisa.

Nessa última quinta, ele teve a alegria de conhecer sua avó paterna que, sem mais detalhes, o abraçou em todos os sentidos. Pegou no colo, beijou, cheirou, sentou no chão para brincar, fez dormir de rostinho colado. Trouxe medalhinha de Nsa Senhora para proteger. Essas coisas que vó faz. Tentei deixa-la à vontade. Tentei falar um pouco do Bento, para que ela o conhecesse melhor. Burra eu, vó tem intuição, sente cheiro, é de sangue, não precisa de bula ou manual de instruções.

Bento estava feliz. Conheceu os avós paternos e ainda nos mesmos dias, esteve com seus avós maternos que ainda se conheceram entre si. Origem daqui, origem de lá. De quem é essa cor, esse jeito, esse olho? Que misturada! Que maravilha!

Bento cercado de amor, de pessoas que o amam. Avós, mãe, pai, tias, amigas, amigos. Eu perdi qualquer importância na competição que estava participando. Só escutava: “Cadê o Bento? Cadê o mamute? Cadê o gordo? Cadê o Buda?” Quer dizer, não perdi, ganhei! Buda é a coisa mais preciosa da minha vida. Ele brilha, cintila, reluz! É solar.

Eu estava muito feliz. Feliz em abrir mão de qualquer medo ou vaidade para ver meu filho sendo amado. Eu não poderia tirar dele algo que tenho como mais sagrado que são as avós. Pois, mãe é mãe, pai é quem cria, mas avó… Avó é do caralho!

 

13