Dentes, por que nascê-los?

Olá, dentes do Bento,

Sei que vocês estão sempre por vir. Já presenciei a chegada infernal de 7. Estamos agora no oitavo. Porra, não é só nascer? Tem que fazer essa palhaçada toda de febre, diarréia, agitação noturna E diurna? É sério mesmo que vocês vão fazer esse estardalhaço sempre que pintar mais um? Vale isso? Essa agressão espontânea para com a minha pessoa? 4 dias sem dormir para 2 mais ou menos para mais 4 em claro? Vamos lá, me digam! Não dá pra chegar na disciplina, colocar a cara pra fora e começar a amassar os alimentos? Tão simples, não acham? Tem que ter entrada triunfal? Quem vocês tão achando que são? Beyonce, Madona, Justin Bieber? Eu fiz alguma coisa a vocês? Pode me dizer, vai, desabafem, vamos nos acertar! Eu só tô tomando surra quieta de algo que provavelmente eu não fiz. E o Bento? O que fez o rapaz? Só veio ao mundo, sem saber de nada e vocês sacaneiam o moleque toda vez que aparecem. Eu tô no meu limite!

Vou dizer… Aguentem essa verdade: vocês são só dentes. Só uma pequena plaquinha branca perdida numa boca. Uma plaquinha que junto com outra plaquinha dá tártaro, cárie e acumula sujeira! Plaquinha suja! Suas plaquinhas malditas!

Rasguem as gengivas e sumam! Parem de irritar o meu filho, eu preciso dormir!

EU NÃO AGUENTO MAIS VOCÊS! SAIAM DA MINHA VIDA! CANTEM PRA SUBIR (pra descer, pra descer)! MORRAM! ME DEIXEM EM PAZ!

Tchau!

 

1