Rito de passagem

Todo mundo dando tchau pra 2012, festejando, desejando um 2013 feliz… Tenho lá minhas mágoas com 2012. Quando falo isso me olham estranho: “Nossa, não deve estar feliz de ter tido um filho, tá dizendo que odiou o ano que passou.” Que cobrança de felicidade, não é mesmo? Normal. Mulher grávida e mulher com filho tem que estar no pico da felicidade, mas na real não é bem assim. Não foi fácil ficar a gravidez toda sozinha, sem remar, sem o corpo que eu costumava ter, sem namorados, sem paquera. Depois, me deparei com o desafio de cuidar de um bebê sem ter alguém pra cuidar de mim. Ainda preciso de alguém pra cuidar de mim sem que eu precise pagar. Minha sensação pós parto sozinha é que pra fazer qualquer coisa agora tenho que pagar. Até pra remar! Pra remar agora tenho que pagar para alguém ficar com meu filho.
Às vezes, chego atrasada no treino, às vezes, adiantada. É a hora que dá. Não posso mais acordar numa tarde de domingo, colocar meu tênis e sair pra correr. Não me estruturei ainda, tô meio perdida.Tenho minhas mágoas com 2012… Vou respeitar. Ao mesmo tempo que o meu lado maternal está nutrido, meu lado peter pan está de birra, parece castigo! Pensar em ganhar dinheiro! Porra, como pensar, nesse momento, em ganhar dinheiro?! Com um bebê a tira colo? 2012 foi uma premissa do meu retorno de Saturno. Tá sendo dolorido crescer e, cada vez que meu pai me liga informando que tenho que fazer e ou pagar algo, eu quase tenho um acesso de choro. Falo pra ele: “Pai, dá pra voltar a ser criança?” É uma sensação de desamparo com excesso de responsabilidade tremenda! Assumo, Fernanda que corre com os lobos está morrendo de medo de não dar conta, morrendo de tristeza de abrir mão dos seus sonhos. Culpa de 2012. Eu que sempre vivi da casa 10, jogada no mundo, tive que vestir minha camisola e ficar em casa. Nunca gostei de camisolas. E continuo. Agora nem na esquina vou, quem dirá pro mundo! Tenho que pagar, pagar, pagar. Sem ter de onde tirar, tirar, tirar. Saco! É mágoa. Tô cansada dessa dureza da vida. Outro dia, tive que sair do remo correndo porque o Bento estava chorando. Fui chorando pra casa… Tenho sempre que lembrar que Bento não tem pai presente, que sou eu a única referência e, por isso, ele vai precisar de mais tempo para se acostumar com outras pessoas. Muita serenidade. Pra 2013 eu só peço de mim serenidade e perseverança. Meus sonhos estão logo ali e eu quase posso sentir o cheiro deles. 2013, me aproxime dos meus sonhos, me dê força para me reestruturar. Acalma o meu coração. Trasmuta minha raiva. Diminua minhas cobranças. Taí, sou tão mãe, tão mãe, que pesa. Se eu fosse uma mãe qualquer nota, não teria esse peso. Tem peso porque quero o melhor pro Bento. Tanto o meu melhor, quanto o do mundo.
2012 me fez crescer na marra! Quer dizer, ainda está fazendo. Meu lado Peter Pan ainda está exitante.
Desejo então, para esse início de ano que 2012 vá pros infernos! Eu até ia mandar ele pra puta que o pariu, mas depois de parir, mãe virou um troço sagrado, não rola de xingar. Quanto ao meu 2013, não tenho dúvidas que será melhor.

2

Comentários

  1. Anonymous disse:

    Depois do seu desabafo, não sei o que te dizer… Nem sou mãe ainda, tenho 37 anos e vou começar a tentar ter um baby em 2013… Um pouco tensa em ter dificuldades para engravidar… Vou tirar isso da cabeça! Então, cada um tem uma história de vida, umas mais tranqüilas, outras nem tanto! O importante no ano que passou êh que vc foi corajosa em ter o Bento sozinha e isso deve te orgulhar sempre! Vc nao optou pelo caminho mais fácil, o aborto… Vai dar tudo certo e essa correria, esse peso vão passar! Abraços e excelente 2013 para vc!!! Abs da sua fã Renata

    1. Oi Renata, obrigada pelas suas palavras. Foi um desabafo mesmo. Escrevi meio emocionada. Ter filho é muita responsa, mas acredito que com planejamento seja mais fácil. 37 anos é uma boa idade, não se encuque com isso. Procure um médico legal, cuide do seu corpo, da sua alma que o baby vem.
      Escrevi o post enquanto Bento dormia, quando ele acordou, abracei ele muito forte! Que minha força venha daí!
      Um bom 2013 e que seu projeto baby seja bem sucedido! Vai ser. Bjs

  2. Unknown disse:

    Como você mesmo disse. Diminua suas cobranças. As coisas tomam seu lugares aos pouco e quando você perceber estará tudo fluindo, e você vai abraçar cada vez mais forte o Bento.

  3. Ana C. disse:

    Fernanda,reli seus posts. Confio no seu poder.

  4. Anonymous disse:

    Fernanda, esse texto tem a ver com o horóscopo que você postou ontem: deixe pra trás as migalhas! Enquanto você perde tempo tentando catá-las pode não ver o pão quentinho e que vai matar tua fome! beijo Elaine

  5. Ray disse:

    Pense que logo logo o perrengue vai passar! É só uma fase! Quando você ver, já estará tudo se ajeitando! ;)