20131120-130416.jpg

Dia da Consciência Negra

No dia da consciência negra, vale a pena destacar alguns dados alarmantes de um preconceito ainda arraigado.

1- A morte materna das mulheres negras é 6 vezes maior do que as brancas. Principalmente pela demora no atendimento – as brancas são atendidas antes segundo às estatísticas.

2- No sistema público de saúde são a elas que mais recusam analgesia durante o parto. Fico pensando qual é o gozo perverso do médico ou enfermeiro em negar suporte a uma mulher dando à luz.

3- Se você é contra o aborto, simplesmente não o faça, mas não seja contra a sua legalização. Sabe por quê? Porque quem mais morre tentando abortar são as mulheres negras e pobres. A legalização nada tem haver com a sua escolha ou a sua religião. Tem haver com a situação dessas mulheres que procuram “açougues” ou métodos caseiros para abortar e morrem. Alguns lugares, por serem ilegais, jogam essas mulheres mortas na rua. Portanto, se você é a favor da vida, comece a pensar: a favor da vida de quem?

4- Pra finalizar, a diferença racial ainda é encontrada socialmente. São as mulheres negras que ocupam o maior número de profissões informais, com baixa remuneração e desproteção social no Brasil.

Acho que o dia de hoje tinha que ser algo bem além de um feriado para ir à praia.

1